quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

RENDA ON LINE


Nossa visão, é como você pode ganhar DINHEIRO HOJE !!!
Nossa visão de capacitar você com trabalho online é muito diferente do que qualquer outra empresa que você vai encontrar no espaço de marketing online, porque o combustível que impulsiona a nossa visão está ajudando alguém "novo", ou ainda que não entenda de trabalho online, a fazer sua primeira venda on-line de forma simples e eficiente. 

Tratamos os nossos membros como valiosos parceiros , mantendo-se sempre consciente de que sua prioridade número 1 é o de construir o seu negócio e mantê-lo rentável. Nós nunca vamos dominá-lo com o treinamento ou distrações que você não precisa ou quer. Nossa prioridade número 1 para ajudá-lo a crescer - pessoal e financeiramente ... e tornar nossa comunidade um lugar onde vidas são impactadas e qualquer um pode OBTER SUCESSO .

Nossa visão é a de ajudar centenas de milhares de pessoas comuns ou, trabalhadores de marketing online afiliado ou ainda de empresários e criar uma mudança permanente em sua qualidade de vida e situação financeira.

 

 
CLIQUE no link BLOG EMPOWER.

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

A POP ART

A Pop Art, abreviatura de Popular Art, foi um movimento artístico que se desenvolveu na década de 1950, na Inglaterra e nos Estados Unidos. Foi na verdade uma reação artística ao movimento do expressionismo abstrato das décadas de 1940 e 1950.
Crítica à cultura de massa
Os artistas deste movimento buscaram inspiração na cultura de massas para criar suas obras de arte, aproximando-se e, ao mesmo tempo, criticando de forma irônica a vida cotidiana materialista e consumista. Latas de refrigerante, embalagens de alimentos, histórias em quadrinhos, bandeiras, panfletos de propagandas e outros objetos serviram de base para a criação artística deste período. Os artistas trabalhavam com cores vivas e modificavam o formato destes objetos. A técnica de repetir várias vezes um mesmo objeto, com cores diferentes e a colagem foram muito utilizadas.

Materiais usados 
Os materiais mais usados pelos artistas da pop art eram derivados das novas tecnologias que surgiram em meados do século XX. Gomaespuma, poliéster e acrílico foram muito usados pelos artistas plásticos deste movimento.

Principais artistas da Pop Art:

- Andy Warhol: maior representante da Pop Art. Além de pintor foi também cineasta.
- Peter Blake: foi o criador da capa do disco Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band, dos Beatles.
- Wayne Thiebaud: pintor norte-americano que se destacou na criação de obras com teor humorístico e nostálgico.
- Roy Lichtenstein: pintor norte-americano que trabalhou muito com HQs (histórias em quadrinhos), criticando a cultura de massas.
- Jasper Johns: pintor norte-americano cuja obra principal foi Flag (Bandeira) de 1954.

-Robert Rauschenberg (1925-2008):O artista trabalhou os seus chamados combine paintings,onde combinava objetos às suas pinturas.E imagens de John F. Kennedy em algumas de suas obras.

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

POP ART


Andy Warhol


Andrew Warhola, mais conhecido como Andy Warhol, foi um importante artista plástico e cineasta norte-americano. Nasceu em 6 de agosto de 1928 na cidade de Pittsburgh (Estados Unidos) e faleceu na mesma cidade em 22 de fevereiro de 1987. É um dos maiores representantes da pop art, além de ter ganhado grande destaque no cinema de vanguarda e na literatura.

Biografia (principais momentos da vida do artista):

- Andy Warhol, foi estudar design com 17 anos de idade na Universidade Carnegie Mellon.
- Após se formar, foi morar em Nova Iorque, onde trabalhou como ilustrador de revistas de destaque (Vogue e The New Yorker). Atuou também elaborando material publicitário para lojas.
- Em 1952, organizou sua primeira mostra artística na Hugo Galley.
- Em 1956, vários de seus desenhos foram expostos no MOMA (Museu de Arte Moderna) em Nova Iorque.
- Na década de 1960 começou a incorporar conceitos da publicidade em suas obras de arte. Foi o ponto principal para o desenvolvimento da pop art.
- Em 1965 tornou-se o financiador e gerente da banda de rock The Velvet Underground.
- Em 1968 sofreu um atentado ao ser atingido por um tiro disparado por Valerie Solanis. Após uma complicada cirurgia, Warhol se recuperou e voltou a vida artística.
- Em 1969 começou a publicar sua própria revista (Interview).

Na década de 60, sua trajetória como artista plástico sofre uma reviravolta, pois ele passa a se apropriar das idéias publicitárias em suas criações, valendo-se de tonalidades fortes e tintas acrílicas. Neste mesmo período ele renova o movimento conhecido como POP ART, ao gerar mecanicamente inúmeras cópias de seus trabalhos, através de uma técnica denominada serigrafia - processo de reprodução de imagens sobre papel, madeira, vidro, entre outros materiais, o qual utiliza uma moldura com tela de seda ou nylon formado por malhas; a tinta passa através das malhas permeáveis, que correspondem à imagem a ser impressa, permanecendo as restantes impermeáveis à tinta. Ele concretiza essa produção artística com temas extraídos do dia-a-dia, como latas de sopas Campbell, garrafas de Coca-Cola, rostos de ícones da indústria cultural, entre eles os de Marilyn Monroe, Elvis Presley, entre outros. As colagens e a utilização de matéria-prima descartável, geralmente não utilizada pelos artistas plásticos, foram outras técnicas privilegiadas por Andy.

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Armory Show o começo


Exposição Internacional de Arte Moderna ou Armory Show como ficou conhecida, por ter como local de sede o arsenal (quartel) do sexagésimo nono regimento da Guarda Nacional da cidade de  Nova Iorque, foi a primeira mostra de arte moderna organizada nos  Estados Unidos, entre   17 de fevereiro e 15 de março de 1913.O Armory Show foi patrocinado pela Association of American Painters and Sculptors, por iniciativa de Walter Pach,  Arthur B. Davies e  Walt Kuhn.Foram exibidas mil duzentas e cinquenta obras entre pintura, escultura e arte decorativa. Desse total, cerca de trezentos trabalhos representavam a produção vanguardista européia e americana. Os organizadores da exposição conseguiram reunir obras de Ingres, Delacroix, Degas, Cézanne , Renoir,  Monet, Gauguin, Van Gogh,Picasso,Matisse, entre outros artistas importantes. Estavam , portanto, ali representados nomes ligados ao Impressionismo,Expressionismo,Fauvismo e Cubismo,o que havia de mais atual na pintura européia.

 

sábado, 7 de dezembro de 2013

PORTINARI


Cândido Portinari foi um dos pintores brasileiros mais famosos. Este grande artista nasceu na cidade de Brodowski (interior do estado de São Paulo), em 29 de dezembro de 1903. Destacou-se também nas áreas de poesia e política.

Durante sua trajetória, ele estudou na Escola de Belas-Artes do Rio de Janeiro; visitou muitos países, entre eles, a Espanha, a França e a Itália, onde finalizou seus estudos.

No ano de 1935 ele recebeu uma premiação em Nova Iorque por sua obra "Café". Deste momento em diante, sua obra passou a ser mundialmente conhecida.

Dentre suas obras, destacam-se: "A Primeira Missa no Brasil", "São Francisco de Assis" e Tiradentes". Seus retratos mais famosos são: seu auto-retrato, o retrato de sua mãe e o do famoso escritor brasileiro Mário de Andrade.

No dia seis de fevereiro de 1962, o Brasil perdeu um de seus maiores artistas plásticos e aquele que, com sua obra de arte, muito contribuiu para que o Brasil fosse reconhecido entre outros países. A morte de Cândido Portinari teve como causa aparente uma intoxicação causada por elementos químicos presentes em certas tintas.

Características principais de suas obras:Retratou questões sociais do Brasil;utilizou alguns elementos artísticos da arte moderna europeia;suas obras de arte refletem influências do surrealismo, cubismo e da arte dos muralistas mexicanos;arte figurativa, valorizando as tradições da pintura.

Em 1949 executa o grande painel “Tiradentes” , narrando episódios do julgamento e execução do herói brasileiro que lutou contra o domínio colonial português. Por este trabalho Portinari recebeu, em 1950, a medalha de ouro concebida pelo júri do Prêmio Internacional da Paz, reunido em Varsóvia.

Em 1952, atendendo a encomenda do Banco da Bahia, realiza outro painel com temática histórica, “Chegada da Família Real Portuguesa à Bahia” e inicia os estudos para os painéis “Guerra e Paz”, oferecidos pelo governo brasileiro à nova sede da Organização das Nações Unidas. Concluídos em 1956, os painéis, medindo cerca de 14×10 m cada – os maiores pintados por Portinari – encontram-se no Hall de entrada dos delegados do edifício-sede da ONU, em Nova Iorque.


"Pedi ao anjo as asas emprestadas,sobrevoei meu povoado..." 
"...irriguei as plantações com minhas lágrimas..."
"pensei na felicidade perdida..."              Cândido Portinari


 

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Di Cavalcanti


- Di Cavalcanti nasceu na cidade do Rio de Janeiro, em 6 de setembro de 1897.
- Desde jovem demonstrou grande interesse pela pintura. Com onze anos de idade teve aulas de pintura com o artista Gaspar Puga Garcia.
- Seu primeiro trabalho como caricaturista foi para a revista Fon-Fon, no ano de 1914.
- Participou do Primeiro Salão de Humoristas em 1916.
- Mudou para a cidade de São Paulo em 1917.
- Em 1917, fez a primeira exposição individual para a revista "A Cigarra".
- No ano de 1919, fez a ilustração do livro Carnaval de  Manuel Bandeira.
- Participou da  Semana de Arte Modena de 1922, expondo 11 obras de arte e elaborando a capa do catálogo.
- Em 1923, foi morar em Paris como correspondente internacional do jornal Correio da Manhã. Retornou para o Brasil dois anos depois e foi morar na cidade do Rio de Janeiro.

Em 1953, foi premiado, junto com o pintor    Alfredo Volpi, como melhor pintor nacional na II Bienal de São Paulo.
- Em 1955, publicou um livro de memórias com o título de Viagem de minha vida.
- Recebeu o primeiro prêmio, em 1956, na Mostra de Arte Sacra (Itália).
- Em 1958, pintou a Via-Sacra para a catedral de Brasília.
- Em 1971, ocorreu a retrospectiva da obra de Di Cavalcanti no Museu de Arte Moderna de São Paulo.
- Morreu em 26 de outubro de 1976 na cidade do Rio de Janeiro

- Seu estilo artístico é marcado pela influência do expressionismo, cubismo e dos muralistas mexicanos (Diego Rivera, por exemplo).
- Abordou temas tipicamente brasileiros como, por exemplo, o  samba. O cenário geográfico brasileiro também foi muito retratado em suas obras como, por exemplo, as praias.
- Em suas obras são comuns os temas sociais do Brasil (festas populares, operários, as favelas, protestos sociais, etc).
- Estética que abordava a sensualidade tropical do Brasil, enfatizando os diversos tipos femininos.
- Usou as cores do Brasil em suas obras, em conjunto com toques de sentimentos e expressões marcantes dos personagens retratados.

Algumas de suas obras são: Cinco moças de Guaratinguetá – 1930, Mulheres com frutas – 1932, Família na praia – 1935,Mulatas e pombas-1966.

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Modernismo


 
Pinacoteca do Estado de São Paulo apresenta exposição com os mestres do modernismo, a mostra ficará até 27 de dezembro de 2015,e conta com 50 quadros e esculturas dos artistas desse movimento da segunda metade do século passado,Tarsila do Amaral,Di Cavalcanti,Portinari e outros.
Tarsila do Amaral
Nasceu em Capivari, SP em 1886,uma das mais importantes representantes do movimento modernista brasileiro.
Em 1928, ela presenteia Oswald de Andrade com o quadro Abaporu (1928) A pintura estimula o escritor a fundar o movimento antropofágico. Neste período, a geometria é abrandada. As formas crescem, tornam-se orgânicas e adquirem características fantásticas, oníricas. Telas como O OVO”URUTU”(1928),   O SONO(1928) e  A LUA(1928), compostas de figuras selvagens e misteriosas, aproximam-na do surrealismo.
A partir da década de 1930, a vida de Tarsila modifica-se bastante. No primeiro ano da década separa-se de Oswald. Na mesma época, ocupa, por um curto período, a direção da Pinacoteca do Estado. Viaja para a União Soviética no ano seguinte e expõe em Moscou. A partir de 1933, seu trabalho ganha uma aparência mais realista. Influenciada pela mobilização socialista, pinta quadros como  Operários (1933) e  segunda classe(1933), preocupados com as mazelas sociais.
Em 1935, muda-se para o Rio de Janeiro. Sua vida é atribulada. A artista tem uma situação doméstica confusa, repleta de afazeres e afasta-se da pintura. Ocupa-se da disputa de posse de sua fazenda e trabalha muito como ilustradora e colunista na imprensa. A partir de 1936 colabora regularmente como cronista no Diário de São Paulo, função que ocupará até os anos de 1950. Nessa época, seus quadros ganham um modelado geométrico. As cores perdem a homogeneidade e tornam-se mais porosas e misturadas. Em 1938, recupera a propriedade, retorna à São Paulo e sua produção volta à regularidade. Reaproxima-se de questões que animaram o período heróico do modernismo brasileiro. A partir da segunda metade dos anos de 1940, as inquietações do período pau-brasil e da antropofagia são reformuladas, os temas rurais voltam de maneira simples. Em algumas telas, como  PRAIA(1947) e  PRIMAVERA(1946), as figuras agigantadas evocam o período antropofágico, mas agora aparecem sob forma mais tradicional, com passagens tonais de cor e modelado mais clássico.
Em 1950, é feita a primeira retrospectiva de seu trabalho, no MAM em São Paulo. A exposição dá mais prestígio à artista, nela as pinturas da fase "neo pau-brasil" são mostradas pela primeira vez. O retorno a temas nacionais anima Tarsila a pintar dois murais de forte sentido patriótico. Em 1954, termina procissão do santíssimo, encomendado para as comemorações do IV Centenário da Cidade de São Paulo. Dois anos depois, entrega O batizado de Macunaíma, para a Editora Martins. Em 1969, a crítica de arte Aracy Amaral organiza duas importantes retrospectivas do trabalho de Tarsila. Uma no MAC/USP e outra no MAM do Rio de Janeiro. As mostras consolidam sua importância para a arte brasileira. Tarsila falece em São Paulo em 1973.